Exercícios para Idosos em casa pela internet é seguro?

Atualizado: Jan 16


Será que é realmente seguro fazer exercícios online em casa?

Será que vale a pena?



Primeiro, temos que lembrar que qualquer pessoa, antes de começar uma prática de exercício, deve consultar um médico para ver se existe algum problema de saúde. Essa orientação médica é ainda mais importante quando falamos da população com mais de 60 anos!


Pois é, nosso corpo envelhece, nossos músculos começam a enfraquecer, nossa flexibilidade começa a ficar reduzida, começamos a perder o equilíbrio, ficamos com medo de caminhar longas distâncias e, consequentemente, começamos a perder a nossa capacidade cardiovascular, ficamos cada vez mais cansados para fazer atividades rotineiras e, de repente, estamos dependentes para fazer atividades simples como ir ao mercado, ir à farmácia, ir ao banheiro ou mesmo fazer comida e realizar uma refeição sozinho.


É comum encontrar pessoas com 70 anos com muita dificuldade física, mas também está cada vez mais comum encontrar pessoas com os mesmos 70 anos praticando esportes. Para você ter uma ideia, o indiano Fauja Singh, com 92 anos, conseguiu completar uma maratona de 42km em menos de 6h. Mas o mais impressionante é que, com 102 anos, Singh completou uma prova de 10km!

Parece loucura, mas com o aumento da expectativa de vida, exemplos como esse serão cada vez mais comuns!


Benefícios dos exercícios

Não estou dizendo que todos temos que correr uma maratona, nem mesmo que todos devemos correr. Porém, sabemos que a atividade física bem dosada pode sim melhorar muito a qualidade de vida de todos nós, inclusive prevenindo ou postergando uma série de problemas!


“Professor Aurélio, qual é o melhor exercício para mim?”

Essa é a pergunta que eu mais escuto!!!!!!


Vamos lá, para decidir quais são os melhores exercícios é a melhor intensidade para você, o ideal seria:


Profissional prescrevendo exercícios de maneira individualizada e acompanhando todos os exercícios:

  • Segurança: Máxima;

  • Qualidade: Máxima;

  • Preço: Alto 800 - 2000 Reais;

  • Vantagens: Acompanhamento profissional personalizado;

  • Desvantagens: Nem todas as pessoas possuem acesso pelo alto custo.


Profissional prescrevendo para pequenos grupos e acompanhando presencialmente todos os exercícios comum em academias ou em grupos de convivência:

  • Segurança: Boa;

  • Qualidade: Boa;

  • Preço: Alto 0 - 400 Reais;

  • Vantagens: Interação social e acompanhamento profissional;

  • Desvantagens: Nem todas as pessoas possuem acesso.


- Mas e agora, na pandemia, com as academias fechadas, grupos de convivência restritos e grande risco de contaminação?

- E como ficam as pessoas que não têm acesso a profissionais de Fisioterapia ou de Educação Física por não terem recursos financeiros ou por questões geográficas?


Esse público desassistido e necessitando de atendimento fez com que a busca por aulas online de exercícios em casa aumentasse, criando-se mais uma modalidade de atendimento:


Treino online gravado com profissional. Utiliza treinos prontos para desenvolver habilidades específicas como fortalecimento para membros inferiores ou superiores, equilíbrio, coordenação, mobilidade, capacidade cardiorrespiratória:

  • Segurança: Boa (quando bem orientado)

  • Qualidade: Boa (quando bem orientado)

  • Preço: Grátis ou Valores Reduzidos

  • Vantagens: Não precisa pagar

  • Desvantagens: Não tem ninguém para corrigir os exercícios podendo aumentar o risco


Quando eu falo em exercícios online com profissionais, falo em influenciadores digitais que possuem formação específica nas áreas de saúde, principalmente em Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

Cuidado com canais do YouTube ou perfis no Instagram que passam exercícios, mas não mostram a formação do profissional ou ainda pior, não mostram ninguém: cuidado redobrado com perfis que mostram apenas animações digitais com uma narração ao fundo. Nesses casos, sua saúde pode estar em risco.


Procurando uma maneira de atender a população desassistida, apliquei 7 estratégias para tornar o trabalho online mais seguro e eficiente:


Solicitar sempre autorização médica antes de começar qualquer atividade física.

Assim que é feita a avaliação médica podemos reduzir drasticamente drasticamente o risco de agravamento de algum problema de saúde por conta dos exercícios físicos.


Mostrar sempre que possível 2 ou 3 alternativas mais fáceis de execução dos exercícios


Controlar a amplitude articular pela dor:

Exemplo: Quando mostro um exercício de elevação dos braços, algumas pessoas conseguirão levar o braço em direção ao teto sem problemas. Mas, se sentir dor nessa posição, ele recebe a instrução para ficar com o braço em um ângulo que não promova dor (vamos dizer, na altura dos ombros, por exemplo), preservando a integridade. Se a dor persistir em todos os ângulos, além de ter que procurar orientação médica, peço que pule esse exercício da série.


Controlar a intensidade pela respiração:

Exemplo: Em uma sequência de exercícios de sentar e levantar, algumas pessoas conseguirão fazer apenas 1 ou 2 repetições, ficando ofegante após isso. Quando perceber essa situação, é sugerido descanso até que a frequência respiratória seja retomada.


Controlar o nível de complexidade pelos níveis 1, 2, 3:

Os níveis são um dos maiores diferenciais que apliquei no canal, pois sempre tinham comentários dizendo que os exercícios eram muito fáceis ou muito difíceis. Para solucionar esse problema, separei os exercícios em níveis 1, 2 e 3; o 1 é mais fácil e o 3 é o mais difícil. Além da intensidade, outro diferencial é a posição de execução dos exercícios, pois, no nível 1, o exercício é sentado ou deitado, no nível 2, o exercício é em pé com o auxílio da cadeira e, no nível 3, o exercício é em pé com exercícios fáceis, mas sem o auxílio da cadeira. Portanto, qualquer aluno consegue, agora, saber se conseguirá fazer o exercício antes mesmo de clicar no vídeo.


Postando, periodicamente, vídeos completos com instruções de segurança, calçado adequado, postura e além disso, chamando atenção, em todos os vídeos, para a postura e qualidade de execução.


Dividi os vídeos em categorias: equilíbrio, força, resistência, flexibilidade, entre outros, para facilitar a localização dos vídeos.


O meu canal no YouTube tem, hoje, 600 mil inscritos (apenas nos últimos 30 dias, tivemos mais de 2 milhões de visualizações); desses 600 mil, a maioria do público são mulheres acima de 55 anos.


Disponibilizei no canal, atualmente, 500 vídeos. Porém, como encontrar o vídeo no YouTube pode ser difícil, e pensando sempre em facilitar a vida do público idoso, fiz um aplicativo de celular com botões grandes para ajudar a encontrar o exercício que você realmente está precisando


Encontrei, no YouTube, uma forma de democratizar os exercícios, fazendo com que pessoas que estavam esquecidas pudessem ter a oportunidade de se tornarem pessoas mais saudáveis.


No meu Instagram, compartilho, nos Stories, vídeos que recebo de meus alunos online. Lá você vai encontrar não apenas idosos fazendo exercícios em salas luxuosas em suas smart tv, mas também uma senhora dedicada fazendo exercícios descalça usando um pequeno celular na sombra de um bananal no Ceará (de acordo com ela, esse foi o lugar mais fresco que ela encontrou).


Funciona graças ao apoio dos membros e dos patrocínios. Email: [email protected]


Meu instagram é @aurelioalfieri

Meu canal no YouTube é Aurélio Alfieri

Aplicativo na Google Play aurélio alfieri


Conto com vocês para ajudar na divulgação desse projeto e também para me enviar sugestões para tornar esse trabalho ainda mais eficiente!